Home » Quem somos

Quem somos

Historial

Historial - Coral Stella Vitae

Fundado em 1945, com o nome de UNIÃO STELLA VITAE.

Foram membros da comissão organizadora da União Stella Vitae: 
Presidente - Norberto Pimentel; Secretário - Carlos Baptista Frazão; Tesoureiro: Manuel Barata Gil Almeida; Director da Secção Musical: Dr. António Delgado da Fonseca; Director da Secção de Publicidade: Jorge Batalha Manzoni de Sequeira; regente das primeiras actuações: Padre Inácio Aldasoro.

UNIÃO STELLA VITAE teve por lema, ostentado no respectivo símbolo: "carpent tua poma nepotes" Virgílio, Écloga IX, 50 -  que em tradução livre significa que “os vindouros vão orgulhar-se de nós”. Ninguém duvida de que este princípio sempre foi escrupulosamente cumprido e é indiscutível a enorme honra de todos quantos passaram o testemunho e constituíram o CORAL STELLA VITAE.

 - Coral Stella Vitae

Adoptou a designação de CORAL STELLA VITAE em 1951.

 - Coral Stella Vitae

Coro amador de vozes iguais, foi fundado em  1945 por um grupo de amigos que se reuniram pelo gosto da música, o culto da amizade e a prática da solidariedade.

Durante a sua longa vida de 68 anos, a forte ligação inicial ao canto litúrgico, veio a complementar-se com uma nova actividade: a prática de concertos que, pelo carácter da sua formação (apenas vozes masculinas, facto raro na época e ainda hoje pouco usual), proporcionava programas diferentes e desacostumadas sonoridades.

Dedicado sobretudo à música sacra, a ele se deveu boa parte da luta contra o esquecimento do canto gregoriano (cantochão) e o esforço na divulgação de alguns monstros sagrados da polifonia sacra clássica, tais como Palestrina, Vitória e de um mais recente Lorenzo Perosi. Entretanto, o repertório ia-se alargando, desde a música popular e folclore nacional até aos espirituais negros, em arranjos de grandes mestres portugueses e estrangeiros. Hoje o catálogo do seu arquivo regista um número impressionante de cerca de 900 partituras.

Foram múltiplas as intervenções públicas em concertos e em actos de alto significado na vida nacional, que foram ficando gravadas nas páginas do seu historial.

Outros marcos assinaláveis deixados neste longo caminho feito de muitas centenas de actuações por todo o país e estrangeiro:
Em 1978, gravou para a RTP o “Requiem” de Franz Liszt, para solistas, coro, órgão e orquestra, no que terá sido a primeira audição desta obra em Portugal.

 - Coral Stella Vitae

Em 1980, gravou um disco (LP) com temas de gregoriano e polifonia de Palestrina e de D. Pedro de Cristo.

 - Coral Stella Vitae

Em 1994, gravou em CD o “Requiem” de Lorenzo Perosi, com solistas, coro, órgão e orquestra.

 Em 2007, gravou “Stabat Mater”, com solistas, coro e orquestra e a “Noel Missa”, com solistas, coro e órgão, ambas da autoria de André Desauges.

Durante os 70 anos de existência, o Coral teve como directores artísticos, entre outros, Alberto Alemão, Jorge Manzoni, António Leitão, Joaquim Gonçalves, António Pires (interinamente), João Baptista Branco e Victor Roque Amaro.

Nas comemorações do 70.º aniversário do Coral Stella Vitae, o Maestro Joaquim Gonçalves assumiu a direção artística do Coral.

Coral Stella Vitae

Coral Stella Vitae

Coral Stella Vitae

Coral Stella Vitae

Coral Stella Vitae

Coral Stella Vitae

Coral Stella Vitae