O Coral Stella Vitae saúda os seus visitantes

O Coral Stella Vitae saúda os seus visitantes - Coral Stella Vitae

70 anos dedicados à música coral 


 

PESSOA COLETIVA DE UTILIDADE PÚBLICA


 
D. R. n.º 26 de 6 de fevereiro de 2007, 2.ª Série

 


 

O Coral Stella Vitae

O Coral Stella Vitae - Coral Stella Vitae

No dia 7 de dezembro de 2015, comemorámos o nosso 70.º aniversário.

 

Ontem, dia 7 de Dezembro, o Coral Stella Vitae deu início às comemorações do seu 70º aniversário, numa das mais belas igrejas de Lisboa, a Igreja de São Roque, com um concerto brilhantemente executado sob a direcção do Maestro, Dr. Joaquim Gonçalves. 
Além deste célebre e histórico Coro, quiseram associar-se à celebração outros 5 Coros portugueses. Foi uma noite de música de tradição erudita ocidental, a maior parte dela dentro do espírito natalício que presentemente se vive. 
Foram 70 anos dedicados à cultura na sua vertente musical erudita, com actuações em mais de 4500 locais de todo o país, quer no continente e ilhas, quer no estrangeiro, destacando-se a participação nas cerimónias da Páscoa de 1984, em Roma, a convite do Papa João Paulo II. 
Tem sido solicitado para participar em cerimónias oficiais e em festivais de música, tanto na capital como na província. 
Para além das mais de 900 partituras já executadas, foram dados, no passado, alguns concertos na televisão onde periodicamente acompanhou as missas dominicais.
É interessante dizer-se que o Coral "Stella Vitae" contribuiu também para a formação do Coro de Câmara Gulbenkian com o ingresso de alguns dos seus elementos, seleccionados na categoria de cantores, neste famoso Coro de Câmara, a pedido da Drª Maria Madalena de Azeredo Perdigão.
É esta uma brevíssima súmula da já longa existência deste Coral ao qual foi concedida pelo Governo Português a Declaração de Pessoa Colectiva de Utilidade Pública, devida ao seu alto historial em prol da cultura em Portugal e no estrangeiro, reunindo nas suas páginas alguns dos mais importantes compositores, maestros, musicólogos, organistas e instrumentistas da actualidade.
O Presidente da Direcção do Coral "Stella Vitae", Dr. Paulo Santos Costa, fez, no início do concerto, uma brilhante exposição sobre a verdadeira e longa história deste Coro em que os seus componentes não recebem qualquer remuneração, pois actuam apenas em virtude da sua boa vontade e da sua vocação artística. Disse ser o ano de 2016, a ocasião para a publicação de um livro no qual será retratada a longa vida deste Grupo Coral.
Com a Igreja - Museu de São Roque, literalmente repleta de espectadores portugueses e turistas estrangeiros, houve ainda uma palavra e um canto de homenagem ao falecido Maestro Victor Roque Amaro que nos deixou há cerca de uma semana.
Estamos todos muito gratos à Direcção do Coral "Stella Vitae" e à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, na pessoa do seu Provedor, Dr. Santana Lopes pelo acolhimento e facilidades concedidas aos coralistas dos vários grupos corais que deram à cidade de Lisboa e a quantos nos acompanharam inesquecíveis momentos de riqueza cultural e de vivência de espírito natalício.
Voltarei brevemente ao assunto.

Votos de Felizes e Santas Festas de Natal.

António Pires, coralista do "Stella Vitae"

7 de dezembro de 2015

Livro de Honra

Livro de Honra - Coral Stella Vitae

 PROF. MARCELO REBELO DE SOUSA – “Sol”, 7 de Outubro de 2006

 

  “Completou 60 anos. O seu nome é “Coral Stella Vitae”. Canta música clássica, em particular sacra. Muita dela portuguesa. Agora publica Livro de Honra evocativo. Um exemplo maior de uma área de grande qualidade, a dos grupos corais, espalhados por todo o país.”

 

 D. JOSÉ DA CRUZ POLICARPO CARDEAL PATRIARCA

 

  “O Coral escolheu um nome que sugere que, na música, brilha sempre a estrela da esperança. A beleza revela a vida. Muito ligado, na sua origem, a antigos alunos dos Seminários, a música sacra foi sempre parte importante do seu reportório. Nela, a beleza da música é caminho para a fonte de toda a beleza: Deus.”  

 

 PROF. ANTÓNIO CARMONA RODRIGUES - Presidente da Câmara Municipal de Lisboa – Outubro de 2006

 

  “O Coral Stella Vitae, fundado em Lisboa há 60 anos, constituiu-se, pela sua qualidade musical e pela sua intensa actividade, como um dos mais conhecidos e prestigiosos agrupamentos corais portugueses, quer no País quer no estrangeiro.

Intérprete de um repertório muito vasto e diversificado, em que o canto litúrgico ocupa um lugar predominante, mas que se estende também até à chamada música ligeira, deve-se ao Coral Stella Vitae um relevante papel na divulgação do património musical português, desde o Renascimento até  aos nossos dias.

O Coral Stella Vitae é, assim, uma instituição que honra e enriquece Lisboa e que tem contribuído para prestigiar a cidade e o país a que pertence onde quer que se apresente. Por isso, ao felicitá-lo pela passagem do seu 60º aniversário, faço votos para que o Coral Stella Vitae continue por muitas décadas mais a exercer o relevante papel em prol da cultura e da música, a que com tanto mérito e dedicação se tem devotado.”

  

ESPIGA PINTO - Escultor/Pintor –  Fevereiro de 2006

 

 “Aquando da minha EXPO em Évora, o Coral Stella Vitae deu-me colaboração num concerto sublime que teve lugar na Sé de Évora, aliando a força e a sabedoria das magníficas vozes, transformaram os sons em catedral de beleza.”

   

 FILIPE LA FÉRIA – Produtor Musical - Outubro de 2006

 

   "Foi com muito prazer que inclui, em alguns dos meus espectáculos, o Coral Stella Vitae. A sua qualidade e profissionalismo deram aos espectadores momentos inesquecíveis de emoção e beleza."

 

ANTÓNIO MARCELINO - Bispo de Aveiro – Outubro de 2006

 

“Desde muito longe que ouço o Coral "Stella Vitae" com grande deleite espiritual. Uma iniciativa que não deixou, logo desde o princípio, que se esquecesse a riqueza do canto gregoriano e, depois, alargando o reportório, sempre a música muito séria artisticamente, executada com a muita qualidade que todos reconhecemos ao Coral.

 Assim me associo  com muita alegria a todos os que lhe manifestam a sua gratidão e admiração.

 Por muito anos, a bem da arte, da cultura e da boa musica coral!”

 

MONSENHOR FEYTOR PINTO – Outubro de 2006

 

O Coral Stella Vitae cumpre sessenta anos, tempo largo em que tem celebrado, com o cantar mais diverso, a fé, o amor, a alegria.

 Se a fé é a adesão à pessoa de Cristo, durante todos estes anos, o Stella Vitae tem percorrido os séculos para recordar, em coros polifónicos, a alma de um povo crente que a Cristo e à Virgem se tem consagrado. Os autores de setecentos, da Escola de Évora ou da Escola de Coimbra, foram cantados com uma perfeição invulgar, recordando a fé vivida em Portugal através das gerações.

Se o amor é capacidade de sair de si, para ir ao encontro dos outros, como diz Erich Fromm, então o Stella Vitae soube dar conhecimento de inúmeros cantares populares, do Minho, da Beira ou do Alentejo, composições maravilhosas que, harmonizadas, referiam a beleza dos campos, sobretudo ao entardecer, quando as vozes dos trabalhadores afirmavam a ternura das suas vidas ou a revolta, na procura de uma vida melhor.

Se a alegria é o elixir essencial à festa verdadeira, então o Stella Vitae tem dado um sentido diferente a todas as celebrações litúrgicas ou profanas, em que tem participado. A frescura das melodias, a riqueza das composições polifónicas, a par da solenidade do canto gregoriano ou do refrães populares, tudo, no Coro Stella Vitae, convida a viver de outra maneira o encontro das pessoas, a partilha do que se é, o cantar das dificuldades, o celebrar dos sucessos, tudo o que faz parte das festas que se celebram, para marcar acontecimentos relevantes das nossas vidas.

Não posso esquecer que, nos meus 50 anos de sacerdócio, o Coral Stella Vitae quis associar-se à alegria da comunidade paroquial do Campo Grande, à acção de graças que todos vivemos, à recordação da minha vida que, quis Deus, fosse toda voltada para os outros na minha entrega sacerdotal.

Apresentava-se um livro que a paróquia quis publicar, com a ideia chave: “O caminho faz-se caminhando”. A escolha das peças que foram cantadas, nascidas também de uma cultura musical invulgar, deu ao simples lançar de um livro uma solenidade diferente que permitiu, em reunião de amigos, a melhor forma de celebrar aquele aniversário de 50 “primaveras” do meu sacerdócio.

Felicitar o Stella Vitae, pelos seus 60 anos de cantar, é também da minha parte um testemunho de gratidão, por terem estado na comunidade Paroquial do Campo Grande naquela data e por, anualmente, virem celebrar muitas vezes aqui a sua fé em Cristo, o seu amor aos outros, a sua alegria em todos os momentos. Bem hajam!”  

 

MARIA DE JESUS BARROSO SOARES – Outubro de 2006

 

“Foi sempre para mim de grande embevecimento a possibilidade de ouvir o Coral Stella Vitae.

Já com um percurso notável – o seu início remonta a 1945 – este grupo coral tem refinado o se reportório e provoca-nos, sempre e cada vez mais, uma emoção imensa. Em vários momentos importantes – quer acompanhando o percurso do saudoso Papa João Paulo II, quer em diversas celebrações de pessoas e datas, a presença do Stella Vitae é uma espécie de atestado a garantir-nos a beleza dos momentos que nos proporciona.

A última vez que o ouvi foi na celebração do aniversário de Monsenhor Feytor Pinto – foi um dos momentos mais altos dessa celebração. As suas vozes enchiam a Igreja e elevavam-nos a um grau de emoção inesquecível. Foi como que uma presença divina a associar-se a nós, para dar mais força e mais profundidade à homenagem que era prestada.”

 

Pe. VÍTOR MELÍCIAS - Outubro de 2006

 

“Assinalar e celebrar o 60º aniversário do Coral Stella Vitae é seguramente entoar um hino de louvor àquele Divino “que melhor se louva cantando, que com toda a reza”, mas é também inequivocamente louvar, aplaudir e estimular uma das mais belas e bem sucedidas expressões de associativismo ao serviço da cultura e do culto.

Destacando-se ao mais alto nível no panorama nacional de grupos corais religiosos e litúrgicos, o Stella Vitae, criado a 8 de Dezembro sob o signo e protecção das estrelas da Imaculada, atingiu uma tão apreciável duração e acrescida excelência que bem merece o aplauso, o apoio e o carinho dos Portugueses.

Bem haja por isso.

À glória de Deus, a bem de Portugal e da Cultura, parabéns, Stella Vitae.”

 

  ISABEL ANGELINO - Dezembro de 2006

 

Venho por este meio demonstrar a minha admiração a todos os elementos do Coral Stella Vitae pela brilhante actuação e pelo gesto de solidariedade para com a ASTA.

Desde já os meus parabéns e os votos de que continuem a cantar e encantar a todos com as vossas vozes por muitos anos.

Também quero deixar aqui o meu agradecimento pela forma carinhosa com que fui recebida por todos vós.

Que a estrela da vida vos abençoe.  

            FELIZ NATAL!

Com os melhores cumprimentos

            Isabel Angelino

Morada e Email

Morada e Email - Coral Stella Vitae

Localização da Sede do Coral Stella Vitae

Localização da Sede do Coral Stella Vitae - Coral Stella Vitae